quarta-feira, 13 de junho de 2018

O mês do Orgulho LGBTQ!

Um comentário:
Junho é oficialmente o mês que se comemora o orgulho LGBTQ. Registrado como o mês de conquistas e de lutas contínuas em busca do respeito pela diversidade.

Imagem: Forbes 
Em consideração ao momento, decidi dedicar o mês de junho ao orgulho LGBTQ. Sendo assim, irei me privar a postar apenas informações e conteúdos focado na inclusão, respeito e diversidade.

Todo conteúdo postado no mês de junho, não fará com que pessoas fora da comunidade sejam excluídas, pois acredito que conteúdos com temática LGBTQ são benéficos para a sociedade em geral. <3

"Eu sou bonita do meu jeito
Pois Deus não comete erros
Estou no caminho certo, baby
Eu nasci assim
Não se cubra de arrependimentos
Apenas ame a si mesma e você estará bem
Eu estou no caminho certo, baby
Eu nasci assim." - Lady Gaga
Em outras Redes:

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Resenha: Simon vs. a agenda homo Sapiens

Nenhum comentário:
O livro narra o drama diário do adolescente Simon. Ainda descobrindo sua sexualidade, o jovem teme que seu segredo seja revelado por Martin, um dois moleques mais otários de sua escola.


Título: Simon vs. a agenda homo sapiens
Gênero: Drama/LGBT
Autor: Becky Albertalli
Ano: 2016 / Páginas: 272
Idioma: Português 
Editora: Intrínseca

Para quem já passou da fase, a adolescência é aquela época de nossas vidas que sempre aparece como lembrança em nossas cabeças. Seja de forma positiva ou negativa. Não é verdade?
A adolescência de Simon é uma mescla entre coisas boas e ruins. Passando pela fase de suas descobertas, ele se sente confortável em trocar e-mails com Blue, adolescente que vive as mesmas experiências. O problema acontece quando Martin, um dos garotos mais idiotas de sua escola, acaba descobrindo a troca de e-mails entre Simon e o misterioso Blue.
Agora além de lidar com seus sentimentos, Simon precisa arrumar uma forma de se livrar de Martin. Só assim o protagonista conseguirá ter tranquilidade para passar por essas mudanças.
Muita das vezes livros com temática LGBT começam na fase de descoberta do personagem. Independente disso, muitos autores conseguem fazer suas obras com total singularidade. Fugindo da repetição e mesmice. Esse é exatamente o caso de Becky Albertalli. O autor conseguiu transferir uma identidade muito forte em "Simon vs. a agenda Homo Sapiens".
O livro gira em torno do conflito de Simon com sua sexualidade, porém a obra consegue aproximar jovens em geral pois retrata de forma indireta os desafios que é amadurecer e lidar com as mudanças. De forma mais simplificada, o livro é um espelho das dificuldades passadas na adolescência independente de sua sexualidade.

Recentemente foi produzida a adaptação do livro para os cinemas. Corra e assista "Co amor, Simon"! <3

Resultado de imagem para com amor, simon gif


segunda-feira, 21 de maio de 2018

Seriando: Orphan Black e o talento de Tatiana Maslany

2 comentários:
Imagine sua vida mudar totalmente após você ser a única testemunha de um suicídio em uma estação de trem? Pior, Você abrir a bolsa da suicida e descobrir que ela é exatamente igual a você. O que faria?


Esse é só o início de uma história com muitas reviravoltas. Se você considera sua vida turbulenta e arriscada, provavelmente não conhece a de Sarah, personagem principal vivida por Tatiane Maslany. Por conta de seus problemas financeiros, Sarah resolve assumir a identidade de Beth, a mulher que acabou de morrer. Ao decorrer dos primeiros episódios, Sarah, agora Beth, começa a perceber que se meteu em uma furada. As coisas ficam ainda mais confusas depois de descobrir três clones.

Orphan Black é uma das primeiras séries que me recomendaram e uma das primeiras que assisti. É uma série de ficção científica, porém não é difícil de ser entendida. Por conta disso eu sempre recomendo pra pessoas que estão começando a assistir séries ou que não tem muita paciência pra enrolação ou séries muito longas. A obra teve sua estreia em Março de 2013 e foi finalizada em Agosto de 2017 no Canadá.

Importante destacar o talento indiscutível de Tatiana Maslany. Não só por ter interpretado várias clones, mas também por ter feito com maestria. É visível o trabalho que ela teve. É visível a coragem e a vontade de assumir pra si tal desafio. Além das clones a série também é recheada de outros personagens, como a misteriosa Senhorita S, o galã Paul e o irônico Felix. Vale a pena assistir essa série que é de tirar o folego.


Copyright © 2018 | Design : Sanyt Design | Tema: Blogger | Diário Pessoal • voltar ao topo