segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

RESENHA: "Claros Sinais de Loucura" de Karen Harrington

4 comentários:
O livro é narrado por Sarah Nelson. Uma pequena garota que investe metade de seu tempo em colecionar palavras problemas em um diário e escrevendo cartas para o escritor de "O Sol é para Todos". Sarah tem uma planta como sua melhor amiga e não tem vergonha disso. O sonho dela é encontrar em si mesma sinais de que está ficando louca.

A jovem garotinha vive um drama diário ao sempre relembrar que aos dois anos de idade a mãe tentou afoga-la junto com o irmão, e desde então vive afastada da mãe que atualmente mora em uma instituição psiquiátrica. Sarah vive atualmente com o pai, que acabou se tornando alcoólatra.
O pai e a filha vivem constantemente o conflito de mudar de endereço sempre que alguém acaba descobrindo o acontecimento familiar de anos atrás. Apesar de todo o rebu em volta da vida de Sarah, a jovem garota ainda tem expectativas em dias melhores.

Smartphone Motorola Moto G 5 XT1672

Título: Claros Sinais de Loucura
Gênero: Drama
Autor: Karen Harrington
Páginas: 256
Ano: 2014
Idioma: Português
Editora: Intrínseca

A No início do livro passei por um estranhamento ao sentir que a personagem, mesmo aos doze anos de idade, apresentava uma maturidade muito superior e isso acabava fazendo a história parecer um pouco falsa. Tornando a personalidade de Sarah com poucos traços de inocência e fragilidade.

A forma como Karen Harrington conduziu a escrita de "Claros Sinais de Loucura" é valiosa. A obra é narrada de forma clara, leve e cheia de frases confortantes. É o livro perfeito pra quem busca uma história fofa e motivadora.

"É como abrir uma mala antiga. Se você quiser, pode continuar a tirar coisas lá de dentro e olhar para elas como se fossem novas em folha."


Em outras Redes:

sábado, 9 de dezembro de 2017

Meu gosto musical em 2017

Nenhum comentário:
Sempre fui um grande admirador da música Brasileira. Busco constantemente me aprofundar cada vez mais na música que conta nossa história, que retrata a nossa cultura.


Em 2017 continuei mergulhando bem fundo nessa viagem tão rica e única que é a música brasileira. Acredito que Gilberto Gil tenha sido minha maior descoberta esse ano. Me surpreendi muito ao descobrir que esse mestre é dono de músicas que já passaram diversas vezes por meus ouvidos e que foram regravadas por diversas vozes. Dentre elas: "Aquele Abraço", "Toda Menina Baiana" e "Vamos Fugir". Quer dar uma conferida na musicalidade desse ícone da música brasileira?

Gilberto Gil MTV Unplugged 1994

Lady Gaga é uma das artistas que mais escuto desde que me entendo como gente. Além disso a cantora sempre que lança algo novo acaba sendo um desafio pra mim. Os múltiplos estilos da cantora sempre me fazem ter que se acostumar com os trabalhos que nunca se parecem com os anteriores.

Em 2016 Gaga lançou o álbum Joanne em homenagem a uma tia. Demorei bastante pra me acostumar com as músicas e hoje posso dizer que estou apaixonado. Lady Gaga é sempre muito profunda em seus trabalhos e quem acompanha a cantora desde o início sempre entendo o conceito dos seus trabalhos. Confira:


No início do post eu falei que esse ano eu foquei muito em conhecer a música brasileira e seus rostos. Como falar de Gil e não falar de Caetano?

Caetano, assim como Gilberto, sempre fora um artista muito presente mesmo que indiretamente na minha vida. As vezes no silêncio da noite, eu fico imaginando nós dois? Caetano costuma trazer na maioria de suas músicas o cotidiano, a realidade. Vem conhecer um pouco do trabalho desse ícone da música brasileira:



Em outras Redes:

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

O brasileiro precisa assistir "O Outro Lado do Paraíso"?

2 comentários:

A resposta é SIM! Preciso deixar claro que não estou sendo patrocinado pela Globo HEHE!

Há tempos não vejo uma sequencia de novelas interessantes e com conteúdo na TV Globo. Na verdade desde "Avenida Brasil" eu não encontrava minha família sentada na sala para assistir uma novela. Recentemente "A Força do Querer" mostrou um grande retorno do público graças ao talento e criatividade de Glória Perez & Cia.

Desde as primeiras matérias sobre "O Outro Lado do Paraíso" eu já esperava que a trama viria pra chocar e dar muitas tapas na cara da sociedade brasileira. A novela veio com uma missão não tão inovadora. No Brasil a arte busca a todo momento mostrar que as diferenças não devem interferir nas nossas relações interpessoais. É um desafio diário.


Smartphone Motorola Moto G 5 XT1672
POR: R$ 703,12

A trama aborda temas como ambição, preconceito, vícios e muito mais. A história tem como foco a vida da doce e inocente Clara, vivida pela atriz Bianca Bin. A jovem moça tem uma vida tranquila e simples na cidade de Jalapão localizada em Tocantins. A vida de Clara muda drasticamente ao conhecer Gael, jovem herdeiro de uma família conhecidíssima na cidade. A química entre os dois acaba acontecendo rapidamente. Sem dúvidas do seu amor, Clara se entrega aos braços do jovem. O que a jovem não sabia era dos desafios que teria que enfrentar ao aceitar viver ao lado de Gael. Logo ela começa a perceber o temperamento difícil do futuro marido e passa a ser vítima das suas crises de ciúmes.


Um dos maiores desafios da moça acostumada com a cultura do interior, é conseguir conquistar a aprovação da mãe de Gael, Dona Sophia (Marieta Severo). A sogra se assusta ao saber quem seria a futura noiva de seu filho. Logo Sophia começa a mexer os pauzinhos para acabar com o namoro do filho, mas muda de ideia ao descobrir que a jovem é herdeira de terras ricas em esmeraldas.


Outra que também sofre nas mãos da sogra é a Raquel(Erika Januza). A personagem vive no quilombo e tem o sonho de ir pra cidade investir nos estudos. Chegando na cidade Raquel acaba sendo vitima de preconceito racial e social, principalmente por parte da sogra.

Um das coisas coisas que mais me chamam atenção na trama é a fotografia, os temas abordados e a nova formula da Globo em produzir novelas das 9.

A novela ainda conta com outras histórias interessantíssimas e que vão lhe tirar o folego e provavelmente cutucar os preconceituosos de plantão. É possível assistir os capítulos no site da emissora.

Em outras Redes:
Copyright © 2017 | Design : Sanyt Design | Tema: Blogger | Diário Pessoal • voltar ao topo